Perguntas e Respostas #001 – EP. #012

Conversei com várias pessoas nestes dois primeiros meses do projeto in-Falível, e separei algumas pergunta pra compartilhar com você, que tem me acompanhado aqui na internet.

Perguntaram até se eu não tenho vergonha de falar sobre os meus erros.

Vale a pena ler o artigo até o fim e ficar por dentro dessa e outras respostas.

Vamos as perguntas:

  1. Eder, por que você resolveu gravar os vídeos contando a história da sua empresa?
    • Porque quero deixar a história da Tecmedia gravada para a posteridade. Quero ajudar quem está começando, e quem já tem um negócio, a aprender com os meus erros, e com suas próprias falhas. Quero mostrar para quem está passando por dificuldades, que, apesar dos obstáculos que enfrentamos no dia a dia, como empresários, existem caminhos alternativos para enfrentar as situações mais difíceis. E quero incentivar outros empresários a fazerem o mesmo, contando suas histórias de erros e acertos.
  2. Por que o nome do projeto é in-Falível?
    • O nome in-Falível (com tracinho) é justamente pra fazer uma alusão ao fato de que todos nós somos seres humanos, e cometemos falhas. Erramos e acertamos, a todo instante, e que isso não deve ser motivo de vergonha ou de você desistir de algo.
  3. Eder, por que você está contando os seus erros?
    • Acho que já tem bastante gente por aí, falando dos seus “sucessos”. Tem muita história de empreendedores vitoriosos. Alguns até dizem que passaram por dificuldades no início, mas não entram em detalhes. O que estou fazendo é detalhar bem as minhas falhas, para as pessoas se identifiquem, e as utilizem para melhorar o seu dia a dia como empresário.
  4. Qual equipamento você utiliza?
    • Uso um celular J5, um gravador de som Sony, um microfone de lapela, dois softbox, um aplicativo de teleprompter, e um computador.
  5. Como você grava os vídeos?
    • Baseado nas anotações que eu tenho, eu escrevo o roteiro do vídeo, estudo esse roteiro, coloco o texto em um papel ou no teleprompter, organizo o local, e gravo.
  6. Qual o público que você quer atingir?
    • Minha intenção é atingir pessoas que querem abrir um negócio, mas não tem ideia do que pode acontecer no meio do caminho, ou ainda, falar com aquele empresário ou empresária, que está passando por dificuldade, e pensando em desistir.
  7. Eder, você não tem vergonha ou receio de falar dos seus erros?
    • Claro que não. Acredito muito na intenção de uma pessoa. Acho que se a intenção é boa, e você está disposto a assumir o risco, o resto é consequência. Sou totalmente contra aquela frase que diz que: “de boas intenções o inferno tá cheio”.
  8. Qual a frequência que você grava os vídeos?
    • Tenho gravado uma vez por semana. Mas estou me organizando pra aumentar esse número.
  9. O que você faz na Tecmedia?
    1. Sou diretor da empresa, faço a parte comercial, e gerencio a execução dos projetos.
  10. Qual resultado eu espero com o in-Falível?
    • Quero ajudar o máximo de pessoas possível com as minhas histórias e experiências. O resto é consequência, também.
  11. Qual o pior momento que você passou na Tecmedia?
    • O conceito de ‘pior’ é bem relativo. O que pode ser ruim pra você, pra mim, não necessariamente é, e vice-versa. Mas, creio que o pior momento pra mim, nesses 22 anos foi quando eu tive um problema de saúde, que prejudicou muito meu desempenho no trabalho e a minha vida pessoal. Isso aconteceu em 2009, mas vou entrar em detalhes quando chegar a hora.
  12. Você já teve outros sócios?
    • Sim, tive o Bial, no primeiro ano da Tecmedia. Tive mais dois sócios, em outros negócios que participei. Um foi mais ou menos em 2004, e outro foi em 2017.
  13. E se copiarem a sua ideia e começarem a gravar vídeos contando as histórias das suas empresas?
    • Tomara que isso aconteça. Imagina se mais pessoas resolvem abrir o jogo, e contar o que aconteceu de ruim nas suas empresas. Quanta gente irá se beneficiar dessas histórias?
  14. Quais tipos de erros você vai contar nos vídeos?
    • Pretendo falar de todo tipo de erro. Falhas na gestão da empresa, como um todo, na parte financeira, comercial, de relacionamento com funcionários e clientes, e tudo que eu lembrar.
  15. Você vai ensinar como ganhar dinheiro?
    • Não necessariamente. Como comentei, tem muita gente aí na internet “ensinando a ganhar dinheiro”, e pouca gente falando do dia a dia das empresas. Eu garanto uma coisa: com o que vou falar, você vai aprender a fazer muito mais com muito menos.
  16. Quando você vai disponibilizar as vídeo aulas do curso Simplifique Sua Empresa?
    • Eu já tenho a estrutura do curso pré-definida. Agora estou organizando o material de apoio. Em seguida, vou começar a gravar as vídeo aulas, e disponibilizar parte desse conteúdo, no canal, de forma gratuita. A outra parte vai ser oferecida no formato de um curso online pago. Os primeiros vídeos devo estar colocando no ar no início de Abril.
  17. Você quase desistiu alguma vez?
    • Te digo que: pensei em desistir várias vezes. Mas nunca ‘quase desisti’. Existe uma diferença nisso. Apesar de eu já ter passado por situações complicadas, que me fizeram repensar a empresa, eu nunca imaginei a Tecmedia fechando as portas.
  18. Porque os vídeos tem tantos cortes?
    • Cara, mesmo eu já tendo gravado vídeos anteriormente. Em 2014 eu gravei alguns vídeos internos pra comercialização da nossa ferramenta de chat – o PCT Chat, em 2016, para outro projeto chamado “Conflito de Gerações”, com uma afilhada, a Bianca, no projeto in-Falível, especificamente nos vídeos Contando a História da Tecmedia, estou fazendo testes pra descobrir qual a melhor maneira pra eu transmitir a mensagem.
    • Os primeiros vídeos eu gravei apenas com anotações em um papel. A partir do 4º, estou testando gravar com telepromter. Pra corrigir erros e deixar os vídeos mais dinâmicos, aplico a técnica de cortes e zoom, em várias partes, por isso, os vídeos tem essas ‘pipocadas’. Mas não estou satisfeito ainda. Tenho que melhorar muito. E conto com a ajuda de vocês pra isso.


O próximo episódio

Reforçando o que falei no artigo anterior, no próximo episódio vai ser a hora de falar como foi o regresso da Tecmedia pra Tubarão. Vou falar como me planejei pra isso, quais foram meus primeiros passos, qual o investimento que precisei fazer pra montar novamente o escritório, como eu contratei os novos colaboradores, e se nessa segunda chance eu criei vergonha na cara e fiz um planejamento decente.

Agora vai uma pergunta pra você pensar e responder aqui nos comentários: Quais os maiores erros e acertos da sua vida profissional? Você costuma aprender com eles, ou é daquele tipo que deixa rolar, e nem lembra mais o que funcionou e o que não funcionou?

Responde aí pra mim!!

Muito obrigado!!! 
Um grande abraço, e até o próximo papo!! Fui!!

Comentários no Facebook